top of page

10 hábitos para evitar a formação de cáries

As cáries são causadas pelo ácido produzido pelas bactérias da boca, que dissolve os tecidos duros do dente. A principal fonte de energia destas bactérias são os açúcares, pelo que uma dieta rica nestes compostos é um fator de risco. 

Entre outros fatores de risco estão condições que diminuem a produção de saliva como a diabetes, síndrome de Sjögren e alguns medicamentos, como os anti-histamínicos e antidepressivos.

Cáries é o termo do latim para “podridão”.

A cárie é uma doença infecto-contagiosa. As bactérias que provocam a cárie contaminam a saliva e entram na corrente sanguínea. Assim a contaminação pode acontecer através da saliva. Contudo os bons cuidados são fundamentais para a saúde oral plena.

A principal causa da cárie passa pelas dificuldades da escovagem dentária.

É fundamental seguir estes 10 hábitos para prevenção:

1. Escovar com eficácia todos os dentes; 

2. Dieta pobre em açúcar e hidratos de carbono;

3. Pasta dentífrica adequada e com Flúor;

4. Bochechar com colutorio/elixir adequado;

5. Higienizar os espaços entre os dentes;

6. Beber água com frequência para manter uma boa hidratação oral;

7. Consultas de rotina para a detecção precoce de cáries; 

8. Evitar infeções cruzadas (por exemplo entre Mãe-filho);

9. Bons hábitos alimentares e de mastigação;

10. Bom padrão respiratório.

Fatores de risco e cáries em adultos

Em todo o mundo, cerca de 2,3 mil milhões de pessoas (3 em cada 10 pessoas) apresenta pelo menos uma cárie dentária na dentição permanente. Portanto, as cáries são cada vez mais comuns, tanto em adultos como em crianças.

Quando identificamos doenças crónicas sabemos que os cuidados orais terão de ser mais personalizados. Entre as doenças mais comuns estão as alterações respiratórias como a asma e as doenças respiratórias do sono, sabemos também que a diabetes, as doenças auto-imunes e as doenças relacionadas com a ansiedade e depressão afetam muito a saúde oral. 

Alguns medicamentos e algumas doenças secam a boca, assim, as vantagens da saliva são perdidas e os dentes ficam mais susceptíveis a cáries, fraturas, sensibilidade e pigmentos. 

As cáries estão muito associadas à escovagem insuficiente antes de dormir. Porém, na idade escolar a escovagem da manhã é muitas vezes despreocupada embora as crianças tenham consumido cereais altamente açucarados que ficam aderidos aos dentes de forma quase impossível de remover com a escovagem. Mudar os hábitos alimentares será a forma mais eficaz de controlar as cáries.

Importante, muito importante é a alimentação noturna, tanto de bebés, como de adultos. O sono deve ser feito de forma contínua e sem alimentos. Comer durante a noite é prejudicial para os dentes, para a hormona de crescimento e para os picos de insulina, entre outras alterações como as do sono. 

Devemos manter cuidados essenciais para bebés e adultos

O leite materno não é rico em açúcares, contudo se a escovagem não foi eficaz as papas e biscoitos consumidos durante o dia irão permanecer nas faces dentárias. Então, quando mama, o bebé usa a saliva para a digestão e o efeito de proteção dentária não irá acontecer. Quando a alimentação do bebé durante a noite é artificial/complementar os estímulos musculares não acontecem e esse leite tem açucares que ficam parados na boca da criança enquanto ela dorme. 

Por fim, ter os cuidados essenciais e torná-los hábitos comuns e cuidados promove a saúde oral e rompe cadeias de transmissão além de preconceitos como aqueles que nos fazem acreditar que se a mãe tem cáries o filho também as terá. 

Todo o cuidado é fundamental e o início é agora. 

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page