top of page

5 motivos para cuidar do seu sistema respiratório

O sistema respiratório é a parte mais importante do nosso corpo. Mas cheios de dicas de como cuidar do corpo e da alimentação quase ninguém fala dos cuidados a ter com a respiração.

O Sistema respiratório não é só um nariz. Ou seja, tem dois pulmões, faringe, laringe e traqueia, que levam o ar para os brônquios.

A respiração tem diversas funções:

  1. Transfere o oxigénio, que é inalado do ar para o sangue;

  2. Transfere o sangue venoso para o ar que é expirado;

  3. Ajuda a regular a acidez dos fluídos do corpo humano;

  4. Controla o pH do sangue;

  5. Filtra, aquece (climatiza/adapta) e umidifica o ar que respiramos;

  6. E permite a produção dos sons que emitimos, pois o fluxo de ar sai dos pulmões e vai para as cordas vocais.

Mas respirar nós podemos pelo nariz ou pela boca.

Portanto quando respiramos apenas pelo nariz temos a função respiratória na capacidade máxima de equilíbrio e vantagem. Porém, existem alguns fatores que transtornam está respiração e para equilíbrio e por adaptação iniciamos a respiração oral (bucal).

Cuidar do sistema respiratório gera inúmeros benefícios ao organismo. Tais como:

  1. Melhora a digestão;

  2. Elimina as toxinas do corpo;

  3. Equilibra as funções orgânicas;

  4. Fortalece organismos debilitados;

  5. Combate a ansiedade e a obesidade.

Respirar lentamente acalma e relaxa, diminuindo a frequência dos batimentos cardíacos.

No entanto, a respiração pode ocasionar problemas a curto e longo prazo, quando não é a respiração nasal (tem inspiração pela boca e/ou inspiração e expiração pela boca) além de provocar noites mal dormidas, a perda de paladar e o desalinhamento dos dentes, provoca também problemas na face e na postura.

Respirar pela boca é um mau hábito que pode ser adquirido logo nos primeiros meses de vida. Basta distração nos hábitos diários como por exemplo a forma de alimentação e o aquecimento desadequado do corpo do bebé. Algumas pesquisas já existem e são bem conclusivas quanto aos danos e consequências de não dar atenção ao sistema respiratório. A respiração pela boca pode desencadear ou agravar o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em crianças. Atenção, ao respirar pela boca, o cérebro recebe pouco oxigénio e perdem-se demasiadas moléculas, o que prejudica a atenção e o rendimento escolar da criança. Mas nem sempre quem respira pela boca apresenta défice de atenção ou ansiedade.

As dificuldades na respiração nasal podem ser orgânicas ou funcionais, passam por várias etapas como a obstrução nasal temporária, a falta de força dos músculos da face, o aumento de adenóides e amígdalas ou o desvio do septo nasal, podem também ser causadas por rinites, sinusites e alergias respiratórias.

Além da diminuição da atenção ou hiperatividade, a fadiga e ansiedade. Podem também ser funcionais, quando são causadas por rinites, sinusites e alergias respiratórias.

O diagnóstico para este problema é resultado de uma consulta com médicos especialistas. Munido de exames, o médico poderá analisar as prováveis causas do problema. Como são casos específicos, os tratamentos podem variar de cirurgias para tratamentos clínicos.

Para melhorar a sua respiração e garantir mais qualidade de vida, confira abaixo algumas dicas:

  1. Prestar muita atenção na respiração. Esta ação pode aumentar e melhorar as suas percepções;

  2. Inspirar e expirar usando todo o sistema respiratório, ou seja, sinta o ar entrar pelo nariz, passar pelo peito, ir em direção ao baixo ventre e sair fazendo o caminho oposto;

  3. Treinar a respiração diafragmática com frequência, ou seja, respirar profundamente, expandindo o diafragma e levando o ar rico em oxigênio até os pulmões bem expandidos. Com essa técnica consegue-se aumentar significativamente a capacidade dos pulmões. Desse modo, todo o corpo é mais oxigenado, inclusive o cérebro.

Fonte: Saúde / Minha Vida / UOL

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page