top of page

A pandemia e a necessidade da recuperação do padrão respiratório

A vida não é um problema para se resolver ou um jogo para se ganhar, a respiração nasal e seu padrão respiratório deve ser recuperada. Ler sobre futebol não fará de ti um futebolista, por isso ler sobre respiração nasal não será o suficiente para melhorar a tua respiração, tens de treinar e cada vez que te lembras de respirar pelo nariz estás a melhorar a tua saúde. Praticar é fácil e quanto mais o fizeres melhor ficarás e irás sentir em tudo.

Ganhar a consciência de que a boca está fechada ou aberta é o passo mais desafiante, já que diariamente adoptamos posturas que se tornam naturais que são factores importantes na respiração oral. A resistência em assumir a respiração com predominância da ventilação oral está em toda a sociedade, novos ou mais velhos, até profissionais de saúde e desporto são surpreendidos quando confrontados pelas alterações ao seu padrão de respiração.

O impacto da pandemia na qualidade da respiração

As expectativas são nulas. O motivo da procura por parte de muitos dos pacientes não é de todo a respiração ou a postura, mas sim uma procura de respostas para alterações das arcadas dentárias, dores de cabeça, alterações do sono entre outras queixas. Embora, nos últimos tempos, tenhamos uma grande procura por causa da respiração, em função da ansiedade criada pela pandemia e principalmente por pacientes que tiveram passado pelo covid. A falta de ar, o cansaço e a forma como se sentem aumentou a consciência da alteração respiratória. Eram pessoas sem problemas e agora apresentam quadros associados a outras patologias respiratórias.

A realidade das equipas de saúde e a forma como agiram nesta pandemia tem sido magnífica e o cuidado ao paciente pós-covid é, sem dúvida, uma premissa. A recuperação através da terapia respiratória é fundamental, sempre acompanhado pelo médico.

Nas últimas semanas, na consulta de urgência, a quantidade de senhoras entre os 30 e os 60 anos com quadros de dificuldade respiratória cresceu. A pneumologia mantém os pacientes vigiados e a normalização da respiração pode ser logo iniciada sem fármacos ou tratamentos invasivos. São ensinados exercícios de respiração, hábitos de vida, hábitos alimentares e, entre consultas, são adaptados os consistia ao quadro clínico apresentado. Aprender a respirar é fundamental e só conseguimos aprender se compreendermos o que não estaremos a fazer tão bem.

Protocolos de tratamento para recuperação da respiração

Quando confrontado com um quadro de doença crónica o paciente deverá ter consciência que as suas atitudes por mais que sejam inconscientes ou subconscientes têm consequências e despoletam crises da doença crónica.

O método de normalização de respiração aplicado a cada um de forma integrada e individual melhora a qualidade de vida.

Respirar lenta e suavemente pelo nariz, permitir a inspiração lenta, a expiração lenta e assim reduzir o padrão de respiração é benéfico e a sua eficácia permite o equilíbrio metabólico de qualquer pessoa. Devemos sempre compreender as limitações do doente em crise e nunca tomar reações que levem ao agravamento da patologia.

As propostas terapêuticas commumente utilizadas para as doenças respiratórias são ineficazes em algumas fases e noutras fases são farmacológicas e/ou cirúrgicas. A terapia respiratória mais conhecida é pouco utilizada e apenas aplicada durante ou após as fases agudas. A Fisioterapia tem de ser vista como parte da saúde e não apenas após a doença.

A sociedade Europeia da Respiração, entre outras, têm feito um esforço para a melhoria do padrão de respiração de toda a população. Ainda assim referem que as doenças respiratórias são a principal causa de morte ou incapacidade no mundo.

Um Exercício para Medir a Qualidade do teu Padrão Respiratório

Se hoje estás bem e descansado com o nariz limpo e sem qualquer sintoma, experimenta este exercício.

Vamos começar agora a respirar lenta e suavemente pelo nariz, sempre com os lábios fechadas, de forma confortável e sem esforço algum.

Começa com 3 segundos, por exemplo, para ser eficiente tens de começar mesmo curto e nunca acima dos 5 segundos:

  1. Inspira, de forma lenta e suave, pelo nariz, sem mexer os ombros. Conta os segundos.

  2. Expira, de forma lenta e suave, pelo nariz, sem mexer os ombros. Conta os mesmos segundos da inspiração.

  3. Para, de forma confortável e conta os mesmos segundos.

Consegues repetir?

Vamos falando. Se precisares de ajuda, conte conosco, saiba mais sobre a Consulta Online de Respiração clicando aqui.

Até lá respira lenta e suavemente apenas pelo nariz.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page