top of page

O desenvolvimento da face



Qual a importância da respiração e das funções da boca no crescimento e desenvolvimento? Quando aconteceu ou o que aconteceu? Cada vez mais os pacientes perguntam na consulta quando e o que aconteceu para as alterações de desenvolvimento. Sabemos que os dentes já estão na em formação na vida intrauterina. Os dentes definitivos iniciam a sua formação no 1º ano de vida e têm por isso mais tempo para se desenvolverem. Alguns estudos do desenvolvimento indicam que o bebé quando nasce já tem 60% da face de um adulto, aos 3 anos terá 90% e aos 8 anos terá a face completa, 100%. Já a face no nascimento terá 40% do tamanho em relação à fase adulta, aos 6 anos terá 80% e entre os 10 e os 14 anos completa os 100%. O desenvolvimento da face e os estímulos Leia também > Desenvolvimento do bebé: Alimentação. Postura. Respiração. O desenvolvimento deste crescimento acontece quando são transmitidos os estímulos corretos. Quando o bebé/criança tem hábitos deletérios esse crescimento não é promovido e acontecem cascatas de consequências que podem e devem ser precocemente interrompidas ou corrigidas. É comum falarmos de chupeta e dedo, e até de remoção tardia de hábitos. Os hábitos deletérios que agravam ou desviam o crescimento necessário são muitos mais. Quando nascemos deveríamos ser todos amamentados. EU, não fui! São hábitos que se perdem, por falta de informação e apoio, por necessidades e condicionantes que não serão debatidas agora. Depois as necessidades do bebé são geridas de acordo com a sociedade em que está inserido, nas condições de cada casa/familia, dos seus hábitos e rotinas. Na realidade a educação do sono e as estratégias de consolo do bebé são fundamentais. Eu aprendi a ‘melhor’, o swaddle e com esta técnica de embrulhar o bebé foi bem mais fácil instituir as rotinas de sono, controlar a ansiedade, melhorar o desconforto na digestão e claramente promover a respiração lenta e suave. A alimentação e o desenvolvimento da face Quando iniciamos a introdução da alimentação complementar devemos cumprir algumas premissas clássicas como as texturas dos alimentos e não ter pânico do engasgamento. O bebé nasce com esse reflexo, quando vigiado e habituado o problema tende a ser residual. Técnicas como a BLW são fundamentais no desenvolvimento da face, pois permitem ao bebé ir conhecendo e apreciando a comida além de começarem o processo de mastigação e desenvolvimento músculo-esquelético do sistema estomatognático. E assim quanto mais estimularmos o sistema maior será o desenvolvimento e os dentes de leite começam a erupcionar. Manter os bons hábitos e promover a evolução requer cuidado e garantir todas as etapas evolutivas, não protelando hábitos desadequados. Não será apenas a chupetas ou as tetinas artificiais que bloqueiam o crescimento. Bem estudado e fundamentado a mastigação e respiração são âncoras fundamentais para que os músculos, ossos e funções cresçam na direção correcta. A instalação de hábitos parecem rápidas mas não o são. Quando continuamos uma ação como que por rotina esse hábito torna-se tão comum que nem nos apercebemos. Falamos também de hábitos de higiene, como a escovagem de dentes. A higiene oral no bebé Assim, iniciamos o 2º ano do bebé. Já com a mastigação e a redução dos hábitos de sucção não nutritivos. Nesta fase já não se deveria notar a discrepância do perfil com o queixo aparentando algum encurtamento assim como podemos conferir o selamento labial. Com 1 ano de idade o bebé é sempre mais reativo por isso é mesmo importante já estar com o hábito de higiene integrado na sua rotina. A prevenção de cáries é fundamental. Os dentes de leite servem para mastigar, desenvolver os dentes definitivos e guiar o nascimento dos dentes definitivos. Devemos preservar, manter, cuidar e promover a posição ideal para que não tenhamos mais tarde de nos preocupar com os problemas mas comuns desta época: cáries e anomalias das arcadas dentárias. Os dentes são pilares da face e não só estéticos têm as funções e o apoio muscular com a relevância quase esquecida. As crianças são sensíveis à estética mais do que alguma vez pensámos, preservar os dentes de leite é por isso fundamental para que se sintam confiantes e tenham um bom desenvolvimento psico-social. Se compreendermos as limitações nos hábitos existentes nas crianças podemos promover:

  1. O crescimento das arcadas dentárias,

  2. O estabelecimento da deglutição adequada

  3. A efectividade da mastigação

  4. A postura – pés, pernas, coluna, pescoço e cabeça.

  5. O desenvolvimento da fonética

  6. O equilíbrio dos sistemas internos

  7. A qualidade do sono

  8. A evolução cognitiva e redução de ansiedade

  9. A Respiração Nasal

Parece demasiado. Parece estranho. Na realidade é o regresso aos princípios fundamentais da saúde. Cuidar da saúde é não chegar à doença. Prevenir sempre foi melhor do que remediar. Crescer bem, evita tratamentos. Crescer com saúde evita tratamentos quer sejam invasivos ou não. Todos os tratamentos referem-se à doença, ao sinal ou ao sintoma. Por fim, corrigir e evitar a base do problema. Vamos começar agora? Nunca é tarde. No entanto quanto mais cedo melhor. Até breve.

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page