top of page

O que podes fazer para viver melhor? COVID-19



Nesta altura em que vivemos com medo e muita ansiedade, tentamos ignorar o problema ou podemos tomar opções que nos tornarão mais saudáveis. Sabemos que o COVID é uma doença infeciosa causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2). Por isso muitos menosprezam, por achar que é uma simples gripe. A agressividade é grande para alguns, outros nem irão notar ou associar os sintomas que têm a esta infeção. Cerca de 80% dos casos de covid confirmados são ligeiros ou assintomáticos e a maioria recupera sem sequelas. No entanto, 15% são infeções graves que necessitam de oxigénio e 5% são infeções muito graves que necessitam de ventilação assistida em ambiente hospitalar. A doença transmite-se através de gotículas produzidas nas vias respiratórias das pessoas infetadas. Ao espirrar ou tossir, estas gotículas podem ser inaladas ou atingir diretamente a boca, nariz ou olhos de pessoas em contacto próximo. Estas gotículas podem também depositar-se em objetos e superfícies próximos que podem infetar quem nelas toque e leve a mão aos olhos, nariz ou boca, embora esta forma de transmissão seja menos comum. Cuidados e medidas Teremos de ter mais cuidado com a população mais frágil, por já terem outras doenças associadas ou simplesmente por terem a imunidade reduzida. Entre os fatores de risco estão a idade avançada e doenças crónicas graves como doenças cardiovasculares, diabetes ou doenças pulmonares. Entre as medidas de prevenção estão a lavagem frequente das mãos, evitar o contacto próximo com outras pessoas e evitar tocar com as mãos na cara. A utilização de máscaras cirúrgicas ou sociais é recomendada para proteger quem não está infetado. Assim a pessoa que está contaminada se usar máscara não dissemina o vírus e a pessoa que está não está infetada protege-se usando a máscara para não inalar o vírus que pode estar no ambiente. Se respirarmos pelo nariz o ar é filtrado e a nossa imunidade está reativa, como tal a proteção ao vírus será natural. Estudos indicam que os ácidos do sistema digestivo são suficientes para romper a membrana do vírus, pelo que não haverá muita probabilidade de contrair o vírus e este apenas tem atividade nos pulmões. Quando respiramos pelo nariz as secreções nasais produzidas são expelidas ou seguem para o sistema digestivo. Outros estudos indicam alguma quantidade de vírus encontrados nas fezes, no entanto não relatam se os pacientes seguiam algum protocolo de anti-ácidos digestivos. A amamentação previne a Covid-19 Assista gratuitamente ao Webinar: 3 Exercícios fáceis para iniciar o Método de Normalização da Respiração E mais recentemente estudos indicam a amamentação como importante para a proteção ao coronavírus. Sabendo que amamentação é a primeira forma de estímulo respiratório nasal, além de todas as características fundamentais do leite materno, podemos afirmar que cuidados de saúde clássicos são os melhores em qualquer altura. Por fim, vamos relembrar as 7 etiquetas de educação e higiene:

  1. Respiração nasal;

  2. Não ficar de boca aberta (nem entreaberta);

  3. Amamentação e mastigar de boca fechada;

  4. Lavar bem as mãos com água e sabão sempre;

  5. Evitar a proximidade social fora do círculo privado;

  6. Não tossir ou espirrar sem proteção;

  7. Não partilhar objetos pessoais.


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page